31.7.07

Tora Tora Big Band - CCVF, Guimarães, 27-07-07

Explendor na relva.
Tora Tora no jardim do CCVF:


Download video.

(Z&C)

Modelselektor - Happy Birthday


















Preparem-se. Esta bomba vai estourar em Setembro e vai causar estragos.
O segundo álbum dos berlinenses Gernot Bronsert e Sebastian Szary, com título e capa inspirados na recente paternidade do duo, será editado pela BPitch Control de Ellen Allien e conta com uma respeitável lista de colaboradores, entre os quais se encontram Thom Yorke, Maxïmo Park, Puppermastaz e Apparat.
Se a alta rotação que tem tido cá em casa não for caso único, parece que temos um dos álbums do ano em parto prematuro...

Modelselektor - Godspeed

Modelselektor - The White Flash (Feat. Thom Yorke)
Modelselektor - Déboutonner (Feat. Siriusmo)

(Z)

Caribou -" Melody Day"



(C)

30.7.07

Broken Social Scene Presents



Os membros dos Broken Social Scene caíram num silêncio que nunca mais acaba. Alguns voltaram-se para os seus projectos pessoais, outros decidiram-se pela edição de álbuns a solo sob a égide Broken Social Scene Presents.
"Backed Out On The" é o 1º single retirado do álbum Spirit If... do líder da banda Kevin Drew, a editar em Setembro pela Arts & Crafts.
Os temas priviligiados das composições de Drew mantêm-se: fucking, fighting, fearing and hope.
"This song was recorded with Joules Scott Key of Metric and Bang Lime on drums and J Mascis and Kevin Drew on guitar and vocals. The video happened last minute after a Dinosaur Jr show in Toronto where J, Lou, and Murph all came to the shoot to hang out. John Caffery from 'Kids on TV' was hired to come and dance his ASS off and a spontaneous party was put into effect.
There were seven mirrors, one disco ball, four lights, one bottle of rum, three bottles of tequila, 62 beers, four crew, and 17 people. It got put together on the day of the shoot and became the party of the year.
It cost three thousand dollars to make...
It was priceless."

Kevin Drew - Backed Out On The

Kevin Drew - Big Love
( via arpitmehta.com)
Kevin Drew - Broke Me Up
(via arpitmehta.com)
Kevin Drew - Fucked Up Kid
Kevin Drew -
Safety Bricks
(via sixeyesmedia.com)

Kevin Drew @ myspace

(C)


29.7.07

Devendra










A tracklist do aguardadíssimo "Smokey Rolls Down Thunder Canyon" (25/09/07 pela XL) já foi anunciada.
E já há dois magníficos temas disponíveis para deleite do nossos ouvidos no myspace do mestre - "Tonada Yanomaminista" e "Rosa".

Track Listing:
1. Cristobal
2. So Long Old Bean
3. Samba Vexillographica
4. Seahorse
5. Bad Girl
6. Seaside
7. Shabop Shalom
8. Tonada Yanomaminista
9. Rosa
10. Saved
11. Lover
12. Carmencita
13. The Other Woman
14. Freely
15. Remember
16. My Dearest Friend


(C)

27.7.07

Kyp Malone @ Má Fama


Foto Vera Marmelo

Kyp Malone
o vocalista/guitarrista dos TV on The Radio esteve no Má Fama (blog do programa de Sérgio Hydalgo na Rádio Zero) para uma troca de ideias e tocar algum do material que fará parte do seu primeiro disco a solo.
A partir de 11 de Agosto, o Má Fama disponibilizará também o podcast com os Animal Collective.
Isto sim é serviço público!

Kyp Malone @mafama.blogspot.com

(C)

26.7.07

Pantha Du Prince - This Bliss


De entre os vários projectos do jovem produtor alemão Hendrik Weber, Pantha Du Prince é provavelmente o mais cativante.
This Bliss é a prova disso com o seu techno ambiental ultra melódico, repleto de hipnóticos crescendos/clímaxes de uma subtileza e riqueza rítmica impressionantes, funcionando como a banda sonora ideal para qualquer enquadramento ou estado de espírito.
Irresistível e obrigatório.

Pantha Du Prince - Moonstruck via audiversity
Pantha Du Prince - Steiner im Flug via say anything sindrome
Pantha Du Prince - Asha via motel de moka

(Z)

LET'S GO SAILING






















Conhecida pelas colaborações com Rilo Kiley, Irving, Lisa Germano, Of Montreal, Deerhoof, entre outros, Shana Levy propõe transformar o caos em ordem com a estreia do seu 1º trabalho a solo, Let's Go Sailing.
O excelente álbum tem assistência musical de membros dos Silversun Pickups, Irving e Elvis Perkins e foi produzido por Chris Chandler, o mesmo dos Flaming Lips, Modest Mouse e Elliott Smith, cujas influências na música de Levy não passam despercebidas.
Shana faz uso de uma voz meiguinha para dar vida a letras agridoce, ora perturbadoras ora reconfortantes, adornadas com as melhores cordas e um piano sublime.

Let's Go Sailing - Heart Condition (via filexoom.com)
Let's Go Sailing - Sideways (via filexoom.com)



Let's Go Sailing @myspace

(C)

25.7.07

Matthew Dear - False 2007


















Após o grandioso Asa Breed editado este mês pela Ghostly International, o incansável talento de Matthew Dear leva-nos agora por outros caminhos - novo álbum, desta vez sob o heterónimo False e editado pela label de Richie Hawtin, a Minus.
Contem com uma horinha de tecno minimal instrospectiva, com direito a live set especial e tudo.

Tracklisting
01. Indy 3000
02. Meat me in the Markt (sample)
03. Warm Co. (sample)
04. Timing
05. Alright Liar
06. Plus Plus
07. Face the Rain (sample)
08. Dollar Down
09. Disease/George Washington
10. Act Like Children/Excalibur
11. In the Heather
12. Fed on Youth/HLM/DLG
13. Stomachs/Ankle Biter (sample)
14. Forgetting (sample)

Matthew Dear @myspace

(C)

Está quase...



Take Away Show #58 - Architecture in Helsinki - Like it or not from Chryde and Vimeo.


Architecture in Helsinki - Hold Music from helsinkids and Vimeo.


Architecture in Helsinki - Heart it Races from helsinkids and Vimeo.

(Z)

Clientele - God Save The Clientele


Quando há dois anos atrás ouvi pela primeira vez "Strange Geometry", o segundo álbum dos Clientele, fiquei imediatamente agarrado à sua pop de recorte clássico, repleta de melodias mais repousantes que uma cama de rede numa tarde de verão.
A voz evocativa de Lennon, o suave tremolo da guitarra, a atmosfera idílica e nostálgica das músicas, são como o reencontro com um velho objecto de infância que nos traz à memória óptimas recordações.
Tive a sorte de na altura assistir a dois concertos em pequenos bares quase vazios (um deles abrilhantado pelo grande Mark Eitzel), e lembro-me de me sentir estranhamente feliz e priviligiado por estar ali, a presenciar aqueles momentos únicos, e de pensar que mereciam muito mais do que isso.
Pois parece que é desta, ao terceiro álbum os ingleses passam a quarteto (com a inclusão de Mel Draisey nas teclas e violino), fazem a sua obra-prima e o culto parece crescer a olhos vistos.
God save the Clientele.

The Clientele - Bookshop Casanova
The Clientele - The Queen of Seville via yellowstereo
The Clientele - Brighton Beach To Santa Monica
The Clientele - Winter On Victoria Street via rock‘n‘blog
The Clientele - Here Comes the Phantom via faronheit

The Clientele - Live @ Museum of Fine Arts, Boston, 6-9-2007 (download zip)
The Clientele - Live @ KCRW 5-24-2007 (download zip)
Ver entrevista/show aqui.

(Z)

24.7.07

She's Back!
















Após mais de 20 álbuns com os Banshees e nove com os The Creatures, a diva do punk-rock estreia-se a solo após uma (meno?)pausa.
Into a Swan
, assim se chama o single que marca o regresso de Siouxsie Sioux a 27 de Agosto.
O álbum, Mantaray, também está a caminho (10 de Setembro), com produção de Steve Evans e Charlie Jones.

Track list
'Into A Swan' (sample)
'About to Happen' (sample)
'Here Comes that Day' (sample)
'Loveless' (sample)
'If it Doesn't Kill You'
'One Mile Below'
'Drone Zone'
'Sea of Tranquility'
'They Follow You' (sample)
'Heaven and Alchemy'


Siouxsie - Into a Swan


(C)

Stars




















O quinteto canadiano já tem prontinho o seu último trabalho a editar em Setembro próximo via Arts & Crafts.
Depois do excelente álbum de remisturas Do You Trust Your Friends, os Stars avançam com seu o 4º disco, In Our Bedroom After The War, gravado nos Warehouse Studios em Vancouver e com produção de Joe Chiccarelli (The White Stripes, The Shins, Morrissey).
Felizmente para nós, parecem existir bandas que não encaram a internet como um inimigo: a banda, consciente do pinganço quase inevitável que os discos sofrem muito antes de serem editados, decidiu tornar acessível o download do álbum de forma gratuita - será interessante saber o resultado, em termos de vendas, destas novas formas de dar música... Há, no entanto, quem afirme que tal decisão se deva exclusivamente à pouca aceitação do disco por parte dos media. De resto, a crítica a nível blogal não tem sido muito meiga.
Amy Millan e de Torquil Campbell, desta vez, dão voz a temas menos zangados - agora a guerra é, e muito muito bem, servida entre os lençóis .

Stars - Take Me to the Riot
(via fileden.com)
Stars - The Night Starts Here (via pitchfork)
Stars -
Today Will Be Better, I Swear (via midwesternhousewives.com)

(C)

23.7.07

Healing the Devide












O concerto "The Healing Divide: A Concert for Peace and Reconciliation", gravado ao vivo no Lincoln Center em NY em 2003, serviu de suporte a mais uma acção beneficente por parte da fundação Healing the Divide de Richard Gere. A fundação não lucrativa, dedica-se a tentar dar solução a problemas humanitários - desta feita, pretende apoiar os monges e freiras tibetanos exilados.
O disco, com o mesmo nome, foi finalmente editado pela Anti-Records no passado dia 9 de Julho . Entre os participantes deste projecto destacam-se o Dalai Lama, Philip Glass, Anoushka Shankar entre outros, mas a grande revelação deste evento terá sido, quanto a mim, a parceria do século entre Tom Waits, o seu baixista Greg Cohen e os Kronos Quartet.

Track list
1- His Holiness the Dalai Lama
2- The Gyoto Tantric Choir: "Invocation"
3- Anoushka Shankar: "Nivedan"
4- Nawang Khechong and R. Carlos Nakai: "Peace Chants"
5- Philip Glass and Foday Musa Suso: "The Gambia"
6- Tom Waits and Kronos Quartet w/Greg Cohen: "Way Down in the Hole"
7- Tom Waits and Kronos Quartet w/Greg Cohen: "God's Away on Business"
8- Tom Waits and Kronos Quartet w/Greg Cohen: "Lost in the Harbor"
9- Tom Waits and Kronos Quartet w/Greg Cohen: "Diamond in Your Mind"
















"Working with the Kronos Quartet was like firing a .38 Special with a clam shell holster: beauty meets brains" - Tom Waits.

Tom Waits & Kronos Quartet - Way Down The Hole (via Spinner)

(C)

20.7.07

E a silly season continua...




O duo neozelandês Flight Of The Conchords, composto por Bret Mckenzie e Jemaine Clement, é perito em paródia musical.
Felizes os convidados a assistir à série de episódios da dupla na HBO ou, melhor ainda, a uma performance ao vivo - dizem que é de molhar as calcinhas!
Confira-se:

Flight Of The Conchords - "The Humans Are Dead"


Flight Of The Conchords - "Bowie Song"


Flight Of The Conchords @myspace

(C)

19.7.07

Sparta

















Para os amantes de rock puro e duro, eis os Sparta.
O 3º álbum da banda, Trees, é no mínimo intrigante . É áspero, mas não demasiado pesado, é novo, mas nem por isso traz grande inovação em relação a trabalhos anteriores é... para esventrar em Paredes de Coura a 13 de Agosto.
Trees tem uma edição especial à qual se junta uma curta de 16 minutos que dá pelo nome de Eme Nakia - basicamente conta a história pessoal de Hajjar, o guitarrista da banda e as suas atribulações familiares durante a guerra civil Libanesa e posterior imigração para os US.
A crítica não costume ser branda em relação ao trabalho deste quarteto mas, raio'sparta, kick ass é com eles!


Sparta - Taking Back Control (@ indieblogheaven)
Sparta -
Most Vicious Crime
Sparta - Red Alibi (@julioenriquez.com)

Sparta - Breaking The Broken

Sparta @myspace

(C)

Blonde Redhead - "The Dress"



(C)

Savath And Savalas


O produtor Guillermo Scott Herren, mais conhecido pelas suas edições na Warp sob o nome Prefuse 73 (um bem sucedido crossover entre hip hop e electrónica), tem vindo desde 2000 a ganhar alguma visibilidade com o seu side project Savath And Savalas, nome pelo qual acaba de lançar o terceiro disco.
Com uma sonoridade completamente diferente do seu nome de guerra, este projecto explora de forma melodicamente dolente e relaxada, uma fusão entre o psicadelismo brasileiro dos anos 70 e a folk de origem hispánica (com referências a Juana Molina), desta vez, numa toada ainda mais laid back que nos anteriores "Apropa't" e "Rolls and Waves", sem quaisquer resquícios dos beat glitches que costuma utilizar. Este é um disco mais pessoal, que aprofunda as raízes hispánicas do autor ao longo de 16 vagarosos temas, contando com a participação de vários convidados, entre os quais o sueco José González, que colabora no magnífico "Estrella De Dos Caras".

Savath And Savalas - Estrella De Dos Caras via 5 Acts

(Z)

18.7.07

Interpol com três em um










Depois do Prince, também os Interpol tentam novos métodos para dar a volta à crise que se instalou na indústria discográfica. Não oferecem o disco gratuitamente com a Dica da Semana, o que é pena, mas também não está mal pensado. O novo "Our Love To Admire" pode ser comprado por 25 € numa embalagem que contém o LP, o CD e ainda o belíssimo vinil duplo do single "Heinrich Maneuver". Assim vai ser difícil resistir....

(Z)

Prince - Planet Earth























Se o homem quer distribuir o álbum gratuitamente, quem somos nós para o contrariar?
E não se assustem, o disco é um bocadinho melhor que a capa (o que também não era difícil...).

Prince - Planet Earth (download)

(Z)

Nationwide Mercury Prize 2007








E os nomeados são:

Amy Winehouse - Back to Black
Arctic Monkeys - Favourite Worst Nightmare
Basquiat Strings - Basquiat Strings with Seb Rochford
Bat for Lashes - Fur and Gold
Dizzee Rascal - Maths and English
Fionn Regan - The End of History
Jamie T - Panic Prevention
Klaxons - Myths of the Near Future
Maps - We Can Create
New Young Pony Club - Fantastic Playroom
The View - Hats Off to the Buskers
The Young Knives - Voices of Animals and Men

Aceitam-se apostas.
Quem acertar tem direito a... ter acertado.

(C)

Lily Allen Third Nipple



(C)

É dia de Arctic Monkeys!


















Não havia necessidade... é o fim da macacada, Mr. Tom Jones!

Tom Jones - "I Bet You Look Good On The Dancefloor" - Arctic Monkeys cover (via iguessimfloating.blogspot.com)

Os mais corajosos, espreitem o vídeo.

Bom, agora lembrei-me duma verdadeira pérola:

Arctic Monkeys - Take It or Leave ( The Strokes cover)


(C)

17.7.07

Let's look at the trailer

Já se pode espreitar um pedacito do aguardado I'm Not There ( com estreia marcada para Setembro).
O filme tem direcção de Tood Haynes e a peculiaridade de ter 6 personagens a interpretar as diferentes fases da vida pessoal e artística de Bob Dylan - Richard Gere, Heath Ledger, Ben Wishaw, Christian Bale, Marcus Carl Franklin e Cate Blanchett.
Da banda sonora do filme está encarregue uma equipa de peso: Lee Ranaldo (Sonic Youth), Nick Zinner (Yeah Yeah Yeahs), Stephen Malkmus (Pavement) e Eddie Vedder (Pearl Jam).
Note-se que este é o 1º projecto biográfico a merecer a aprovação do Mr. Tambourine Man - a julgar pela amostra, também aprovamos.

"I'm Not There" - feat. Cate Blanchett as Bob Dylan


(C)

16.7.07

What the fuck?...

The Zimmers - My generation (The Who)






Todas as piadas serão sempre demasiado óbvias, mas não seria melhor mudarem o nome para The Zheimers?

(Z)

New Buffalo





















Somewhere, anywhere é o 2º álbum de New Buffalo (aka Sally Seltmann).
Algumas semelhanças vocais e musicais entre esta australiana e a Srª. Leslie Feist, podem ultrapassar a simples coincidência - Sally é a autora do "1234" do último álbum de Feist.
Dona e senhora de uma voz mais leve que o ar, Sally é perita em melodias simples e refinadas, compostas ao piano (um Thurmer centenário, herança de família). O álbum conta com a participação do seu mais-que-tudo Darren Seltmann (The Avalanches) e de Kellie Sutherland ( Architecture in Helsinki).
Sally Seltmann é também uma das convivas participantes no disco de tributo aos The Go-Betweens - Write Your Adventures Down - disponível para audição no myspace do álbum.

New Buffalo - It's True (@goodhodgkins.com)
New Buffalo - Emotional Champ

New Buffalo - Cheer Me Up Thank You (directed & animeted by Ryan+Sverre)


New Buffalo @ myspace

(C)

13.7.07

Heritage Orchestra na CDM 07/07/07

Com um cartaz tão inesperado como surpreendente, a CDM ofereceu-nos, em mais uma noite Clubbing, a rara oportunidade de assistir ao jazz-soul sinfónico da Heritage Orchestra, projecto saído da mente do orquestrador Jules Buckley, que em boa hora decidiu formar uma orquestra com mais de 43 elementos para actuar no clube Heritage, de modo a interpretar as suas ecléticas composições decoradas com orquestrações cinemáticas, que tanto vão beber à música clássica como ao jazz, ao funk ou à soul, aproximando-se do estilo desenvolvido por nomes como 4 Hero ou Cinematic Orchestra.
Os 17 músicos em palco conseguiram a proeza de manter, durante cerca de 1 hora, a plateia da Sala 2 (onde se incluía o orgulhoso "padrinho" Gilles Peterson) em permanente bate pé, num crescendo que terminou com uma muito feliz interpretação de Les Fleur, tema revisto e actualizado pelos 4 Hero.
Na bagagem trouxeram o estreante José James, nova-iorquino que, em mais uma das bem conseguidas colaborações obtidas até à data (com destaque para o grande Chris Bowden), fez subir ainda mais o nível desta atípica mas adorável orquestra.

A noite terminou com a (para muitos) estrela da companhia, o repetente Gilles Peterson, num DJ set improvisado à última da hora com música emprestada, devido a extravio de malas no aeroporto. Ficámos sem saber o que realmente nos esperava, mas, sem nunca sair do terreno que lhe é habitual, safou-se bem no desenrascanço...





(Z)

12.7.07

Night Drive















Novidade crómatica.
Volume no máximo, vidros abertos ( à avec)... porque finalmente cheira a Verão!


Chromatics - Night Drive
(via gorillavsbear.blogspot.com)

(C)

11.7.07

SBSR 07 - 3, 4 e 5 de Julho

Dia 3:

Klaxons
Um bom começo. Uma chuva de hits que só necessitaria de um espaço menos amplo para resultar em cheio. Tiveram direito a uma assistência vip (ao fundo podem ver os Bloc Party e os Magic Numbers a bater o pezinho).


Magic Numbers
"4: And that‘s the magic number!" Os fabulosos irmãos badocha transbordaram simpatia e revelaram uma brilhante capacidade de execução que dá uma renovada frescura às, já de si, óptimas canções.


Bloc Party
Três bons concertos no espaço de um ano é obra! Não fosse o número seguinte, seriam o concerto do dia...
"Two More Years", que não tocaram no Coliseu, caiu que nem ginjas.



Arcade Fire
Os nove magníficos do pastor Butler, trouxeram a sua igreja ambulante para o mais esperado momento do festival, com direito a 20.000 afinadíssimos meninos do coro, naquele que foi, de longe, um dos concertos do ano. Converteram mais uma data de gente e só faltou "Neighborhood #2 (Laïka)".
Perfeito. Se houvesse caixinha de esmolas eu tinha contribuído...



Dia 4:

Clap Your Hands Say Yeah
A luz do dia e a voz algo irritante de Alec Ounsworth foram as únicas coisas que estiveram entre um concerto mediano e um óptimo concerto. Até nova apreciação, soam melhor em disco.


Maxïmo Park
Um enormíssimo upgrade em relação à prestação de há dois anos. Paul Smith transformou-se num verdadeiro animal de palco.
A rever urgentemente num concerto em nome próprio.



Jesus & Mary Chain
Nem tão mau que viva apenas do saudosismo, nem bom que chegue a ser relevante. Obrigatório como visita de estudo, mas a milhas da sua inspirada fase inicial, com uma intensidade sempre no fio da navalha...


LCD Soundsystem
"O" concerto! Sem discussão. A arte de incendiar um enorme recinto em menos de 30 segundos como se de um pequeno clube se tratasse. A experiência acumulada do veterano James Murphy permite-lhe condensar com sabedoria, muito talento e alguma manha, o que de mais influente se fez a nível musical nos últimos 30 anos, tudo com uma naturalidade desarmante de quem se está a marimbar para a futilidade do estrelato, e um enorme sentido de humor, envergando a propósito uma t-shirt que irónicamente proclamava: "No Möet. No Shöwet. Alguns colegas de profissão, teriam muito a aprender com ele.
Poderoso.



Dia 5:

Gossip
O culto está a crescer a olhos vistos. Garra, entrega e energia contagiantes, servidas por uma personagem bigger than life.




TV On The Radio
Soube a pouco, mas qualquer coisa é melhor que nada. Demasiado bom para se desperdiçar num curto concerto ao fim da tarde. Mereciam um festival só para eles...



Scissor Sisters
Divertidos e ...(humm)...coloridos. O momento light do festival. São um bom comic relief.



Interpol
Cinco estrelas para o revivalismo inovador das canções, três estrelas para o revivalismo estafado da pose urbano-"retorcida". Ainda assim, um excelente concerto, mas espero muito mais em Novembro.



(Z)

Nick Drake - Way to Blue (from "Family Tree")




(C)

9.7.07

Pagoda




















Pagoda é a banda de Michael Pitt, mais conhecido do grande écran (Hedwig and the Angry Inch, The Dreamers, Murder By Numbers, etc.) do que propriamente pela sua faceta de compositor, cantor, guitarrista e fundador deste grupo que nasceu há 6 anos.
O 1º tema a chegar a uma audiência mais alargada foi Muskrat, incluído na banda sonora do filme "The Heart is Deceitful Above All Things", depois vieram alguns concertos - que lhes valeram o título de "uma das melhores bandas underground de NY" segundo a revista Spin -, nos quais distribuiam demos de edição limitada.
Em Fevereiro editaram o álbum homónimo com selo Ecstatic Peace - cujo boss é Thurston Moore dos Sonic Youth.
Pitt diz considerar a música a sua verdadeira paixão e que a carreira de actor é algo de acidental - supomos que a possibilidade de interpretar o Kurt Cobain-esque no Last Days de Gus Van Sant, entre outros "prazeres" que teve enquanto actor também tenham sido fortuitos...
Nitidamente influenciados pelos sons e pela estética grunge dos anos 90 - Nirvana (o "Lesson Learned" é um óptimo exemplo), Pixies, Sonic Youth, Iggy Pop, Lou Red, Velvet Underground - os Pagoda pretendem fazer música cosmopolita, mas com raça - segundo o vídeo, aí em baixo, parece que se divertem enquanto o fazem...

Pagoda - Lesson Learned
Pagoda - Fetus

Pagoda SXSW 2007


Pagoda@myspace

(C)

Studio

O duo sueco Studio, formado por Dan Lissvik e Rasmus Hagg, é o meu mais recente vício electrónico - para já, não há no mercado pastilhas ou adesivos capazes de lhes mitigar a falta... excepto talvez, Matthew Dear ou Apparat.
O excelente álbum de estreia "West Coast" que saiu no ano passado, com uma edição limitada a 500 cópias em formato vinil, é agora reeditado via Information Records.
A discografia da dupla conta ainda com o 12" No Comply, o single retirado do "West Coast"- Life's A Beach - que contempla as misturas dos líderes da sonoridade nu disco Prins Thomas e Todd Terje, e o Yearbook 1 de edição limitada.
Contem com sons catchy, algo psicadélicos e próximos da atmosfera Balearica e no meio, ritmos emprestados do jazz e do funk.

Studio - No Comply (via rawkblog.blogspot.com)
Studio - Life's A Beach (Todd Terje Beach House Mix)
Studio - Life's A Beach (Prins Thomas Mix)

Go to Beatport.comGet These TracksAdd This Player

Studio @myspace

(C)

7.7.07

Medeski, Scofield, Martin & Wood - CDM, 06-07-07














Após três esgotantes dias com pouquíssimas horas de sono, uma dieta a pão e cerveja, mas recheados de óptimos concertos (postagem em breve), nada como regressar a casa e - usando o velho truque do "pêlo do cão" - .....voltar ao ataque.
Mesmo com o corpo a implorar descanso, seria imperdoável perder a primeira visita de Medeski, Martin & Wood ao nosso país, ainda por cima com um convidado de luxo como é John Scofield.
O ocasional quarteto americano composto por John Medeski no Hammond, Billy Martin na bateria, Chris Wood no baixo e Scofield na guitarra, já editou dois álbums com esta formação: "A Go Go" (1997) e "Out Louder" (2006), o qual serviu de base para este concerto.
O free-jazz característico de M. M. e W., preenchido por fortes influências funk, soul e electrónica ganha sempre uma nova dimensão quando apresentado ao vivo, a improvisação, também presente nos discos, transforma os espectáculos em momentos verdadeiramente únicos e inesquecíveis. E o que se passou ontem na Casa da Música não foi excepção, quem lá esteve, teve o privilégio de assistir a um fabuloso concerto de jazz em que o tempo pareceu passar depressa demais, transcendendo todas as expectativas e deixando toda a gente a chorar por mais.
O lado mais imprevisível e vanguardista do trio, teve em Scofield o contraponto melódico que servia de fio condutor aos delírios criativos da banda, criando momentos contínuos de surpreendente improvisação, numa sucessão de temas onde só houve lugar para pontos altos, desde o groove desenfreado de "Little Walter Rides Again" até à deliciosa versão de "Julia", dos Beatles. Se Miles Davis fosse vivo, provavelmente já tinha tomado conta disto...
Um grande concerto, a pedir um regresso urgente e mais prolongado.

Infelizmente, como a retrógrada política ditatorial da CDM não permite fotografias (nem com telémovel!) só nos resta recorrer ao Youtube:
Live,11-10-06 @ the 9:30 Club


Medeski, Scofield, Martin & Wood - Little Walter Rides Again (live, 12/9/06)

Medeski, Scofield, Martin & Wood - Hottentot (live, 12/9/06)
Medeski, Scofield, Martin & Wood - Julia (live, 12/9/06)
Via livemusicblog

(Z)

3.7.07

Villeneuve - Alone Not Alone


(C)

Semana da música













É sempre assim, ou oito ou oitenta...
Após uma (prevê-se) intensa e ininterrupta sessão festivaleira, vamos ainda tentar arranjar forças (e euros) para acabar a semana em beleza na CDM e aproveitar a rara oportunidade de assistir aos concertos de dois dos mais interessantes projectos musicais da actualidade: Medeski, Scofield, Martin & Wood (sexta, 22:00, Sala Suggia) e The Heritage Orchestra (sábado, noite clubbing, 23:30, Sala 2). A não perder!

The Heritage Orchestra - Live, 2007

Medeski, Martin & Wood - Live, 2007 (1)
Medeski, Martin & Wood - Live, 2007 (2)

(Z)

Josh Rouse - Country Mouse, City House


Tal como Woody Allen, Josh Rouse parece ter posto a sua carreira em velocidade cruzeiro, há já algum tempo.
Podemos contar pontualmente com uma nova obra todos os anos, quase sempre boa, quase nunca surpreendente mas sempre bem vinda.
Desde que o músico se mudou para Espanha e se tornou no "Domesticated Lover" de Paz Suey, a vida parece correr-lhe bem, e isso transparece na sua música, confortável como um grande e fofo sofá onde podemos preguiçar depois de um dia de trabalho. Nada de abanões ou sobressaltos, apenas o suave embalo de açucaradas melodias, a pedir o apetecível enquadramento veraneante que se aproxima.
Ahhh...the simple pleasures in life...

Josh Rouse - God, Please Let Me Go Back via Julio Enriquez
Josh Rouse - Snowy
Josh Rouse - Pilgrim
Josh Rouse - Hollywood Bassplayer

(Z)

2.7.07

The Format - Dog Problems



A pop solarenga e irresistível contida em Dog Problems, o segundo registo dos The Format, fez há pouco um ano. Vai daí, a banda do Arizona decidiu celebrar a ocasião oferecendo gratuitamente (para download) o disco inteirinho! Para tal, basta fazer uma visita ao site do grupo entre 25 de Junho e 16 de Julho e descarregá-lo sem mais demoras.
Talentosos e generosos, portanto...(...ainda a ler isto? Estão à espera de quê?)

The Format - Dog Problems*

*Para o Buda

(Z)

1.7.07

Desculpe, pára na baixa?

Feist - I Feel It All (Live @ Jimmy Kimmel)


Tudo isto para dizer que Feist tem novo single, mais uma vez com uma óptima remistura no lado B:

Feist - 1,2,3,4 (Vanshe Technologic remix)

(Z)