29.11.12

Bonnie 'Prince' Xmas

Já são tantos os 7" deste rapaz espalhados pelos cantos da casa que, mais um menos um, não vai fazer grande diferença....




Dawn McCarthy & Bonnie 'Prince' Billy "Christmas
Eve Can Kill You" - Limited 7"

Para comprar? É aqui.

28.11.12

Sharon & companhia no Primavera Club de Guimarães



Se o Primavera Club fosse na Cova da Iria (reconhecido local de espectáculos primaveris), esta rapariga com nome de dominatrix era a única que me punha em marcha acelerada para Fátima num ápice. Felizmente não vou ter que andar tanto, na próxima sexta feira, Sharon Van Etten, uma das minhas obsessões de estimação, vai estar aqui a dois passos e (ó felicidade!) traz a tiracolo uma das revelações mais interessantes do ano: Daughn Gibson, ex-camionista tornado electro-country-autor e o único que seria capaz de transformar o hino cantado por Tony Pinheiro, numa peça digna de figurar numa banda sonora do David Lynch.



Como se isto não bastasse, ainda temos direito a Lemonade e ao regresso a terras lusas destes dois cromos geniais, o que só por si já justificaria os 25€ do bilhete:

Destroyer

Ariel Pink


É muita fruta!
Cartaz completo para o dia 1 do festival aqui.

25.11.12

Pure Bathing Culture


O EP homónimo lançado este ano, cuja aquisição em vinil se aconselha vivamente, augura um futuro radioso para este duo de Portland - que também joga nos Vetiver - criador de melodias infectuosas, com a suavidade etérea dos Beach House e a melancolia pop folk da banda de Andy Cabic.
Fresco no Verão, quente no Inverno.

farmácia de serviço




Mac Rumours

Various Artists - Just Tell Me What You Want, ATribute To Fleetwood Mac
Various Artists - Rumours Revisited




Durante as três últimas décadas não era muito comum mencionar os Fleetwood Mac sem os associar a algum tipo de guilty pleasure, sob pena de se ser olhado de soslaio e julgado por comportamento desviante. Mas nem sempre foi assim. Entre o início totalmente dedicado ao purismo blues e um final de carreira balofo e decadente como um enorme cliché mainstream, houve uma altura em que esta banda de hippies aciganados reinou suprema, quebrando recordes de vendas, popularidade e aclamação crítica. Tudo por causa daquele que é (juntamente com Tusk) um dos grandes clássicos da música pop, uma obra intemporal que continua a influenciar uma enormidade de gente (olá Midlake) que nem sequer era nascida quando o disco saiu. Estou a falar de Rumours, o álbum que todos devem ter por casa, mesmo que esquecido no fundo de um armário. Quem nunca lhe pôs os ouvidos em cima, pode começar por estes dois belíssimos discos tributo editados este ano, com toda a legitimação indie necessária para lubrificar até os ouvidos mais entupidos de ironia hipster. Está na altura de sair do armário.

farmácias de serviço: 1 | 2


23.11.12

PARTY ON

  © Anoik 
 

A  Dedos Bionicos festeja amanhã o seu 5º aniversário!
O cartaz não deixa margem para dúvidas, a festa vai ser rija.
Parabéns ao Nuno, mentor/motor incansável deste projecto, que tem acariciado os ouvidos dos brigantinos com concertos de altíssima qualidade e artistas de gabarito.

You rock ma friend!!!


mais info aqui.

16.11.12

Gostas de mel?


Vai ao Passos Manuel.
Felizmente as melhores tradições ainda são o que eram.
E não há Outono sem o Norberto no Passos.

15.11.12

Arthur Beatrice


Este quarteto londrino composto por três moços e uma cachopa com idades que não ultrapassam os 21 anos, anda desde o início do ano a ameaçar com o álbum de estreia que tarda a chegar. Os dois singles editados até à data só têm contribuído para fazer crescer água na boca na expectativa do que pode vir a tornar-se num dos mais interessantes projectos britânicos da temporada. Imaginem umas Warpaint em versão mais aguada e radio friendly, tentando não ultrapassar a barreira para o facilitismo. Não o conseguem claro, mas o que fica pelo caminho não é de se deitar fora.





farmácia de serviço

Grande urso!

Daniel Rossen, o meu ursista favorito e principal responsável pelos Department Of Eagles (também conhecidos por Casa do Benfica), decidiu recentemente presentear os visitantes da sua página soundcloud, com dois primorosos favos de mel retirados da sua colheita privada, a qual já este ano nos havia fornecido néctar suficiente para nos besuntar-mos da cabeça aos pés.
São duas gravações caseiras de 2009, contendo o toque de génio habitual, mais 23% de charme acrescentado, pelo facto de fazerem aparecer um holograma do Elliott Smith de cada vez que as ouvimos.




My precious.....



Vocês gostam muito, mas mesmo muuuito dos Alt-J não é?
Então e se eu vos dissesse que a banda sonora de Silver Lings Playbook contém um precioso original da banda delta, acabadinho de pingar por estes lados. Começavam a salivar mais abundantemente que o Homer Simpson numa fábrica de donuts, certo?
"Buffalo" é o nome do bicho que - quem sabe - poderá até levar os nossos meninos a subir ao famoso palco onde se distribuem aquelas estatuetas abichanadas, em Fevereiro do próximo ano.
Íamos gostar menos deles por causa disso? Nahh.

farmácia de serviço

14.11.12

Foda-se pá....


"The Return To Form Black Magick Party" - disco que há cinco anos atrás me fez percorrer 400km  para assistir a um curto mas memorável concerto numa minúscula taberna de Alcobaça, com Jonathan Levi a tocar quase em cima do meu colo, enquanto eu me ia desviando das tanjas que o baixo me passava à cabeça -, não está a ter irmãos à altura. O que me faz pensar que só pode ter sido adoptado.
Não é que "Medicine", o mais recente tiro ao lado de Pop Levi chegue a ser um mau disco, apenas está  para "Magick Party" como Tito estava para o Michael Jackson.



farmácia de serviço

9.11.12

☾:

estes bem podiam mexefestivalar também...

 

Bo Keeney


A exposição massiva tem destas coisas, por estes dias é capaz de não ser o cúmulo do cool ter o nome associado à ex-indie darling Lana Del Rey (não que eu me importasse muito) mas pelo menos chama a atenção. Nem que seja pelo simples facto de se partilhar a mesma editora, como é o caso deste estreante de 23 anos prestes a editar o seu primeiro EP (9 Dez) pela Stranger Records.
Bo Keeney (Bo, em homenagem não ao cão do Obama, mas ao lendário Bo Diddley, ídolo do pai), é um melómano obsessivo com o dom da ubiquidade instrumental, que cresceu na California (onde a mãe era estilista capilar de bandas de hair-metal) e vive agora no Reino Unido, locais cuja influência é tão óbvia que se consegue ver do espaço.
Os três temas do EP misturam doses generosas de blues, soul e drum'n'bass com uma naturalidade do caraças, sem esquecer uma piscadela de olho nada subtil, ao ceguinho que só telefonou para dizer que me ama. Quando resulta, consegue pôr um mono com dois pés esquerdos a dançar como se fosse o rei da pista. Hit it.

8.11.12

Field Mouse



Os Field Mouse são uma banda de Brooklyn (sim, mais uma), dedicada a recriar aquela pop etérea com tiques shoegaze que fazia as delícias dos adeptos da 4AD em meados de oitenta. Têm uma miúda gira no microfone, um álbum de 2010 que passou despercebido, dois agradáveis EP's deste ano a merecerem uma escutadela descontraída e pouco mais haveria a dizer, não se desse o caso de terem feito uma fantástica versão de "Falling", o tema título de Twin Peaks, incluída no lado B do single "How do You Know", lançado em edição limitada pela Lefse Records. O single faz parte de um pacote de sete rodelas exclusivas, que pode ser adquirido por inteiro, ou em suaves prestações, aqui. Cheira-me a bom investimento. Resta aguardar agora pelo tira teimas que será o segundo álbum.







farmácia

3.11.12

Mac DeMarco


Ao segundo álbum em menos de um ano (!), Mac DeMarco consegue superar o excelente cartão de visita que foi "Rock And Roll Night Club" e afastar aquela sensação de sacana com sorte que acertou no alvo à primeira tentativa com uma perna às costas, de forma desleixada e olhos fechados.
Os trejeitos de crooner indolente, a cantar por cima de guitarras debitadas por um leitor de cassetes com problemas motores foram atenuados, tornando as canções mais concisas e cativantes. Paira uma agradável sensação de bem estar por todo o disco, independentemente da temática recair sobre famílias disfuncionais fabricantes de estupfacientes ou pedidos infrutíferos a amores não correspondidos, Se fosse diluído no depósito de fornecimento de água, atenuava o amargo de alma que para aí vai. Que tal uma vaquinha para o trazer cá?

farmácia de serviço



Agora vejam isto:
E aos 2:50 minutos saltem para aqui:

Twin Shadow | CCV Flor | Guimarães 28-10-2012



Flamingods


Quem tiver tropeçado nalgum dos singulares métodos editoriais da Art is Hard , não ficará desapontado com escolha dos responsáveis para primeiro álbum a ser lançado por esta prometedora editora londrina, em 2013.
A honra coube aos Flamingods com "Sun" e, a julgar pelo fantástico aperitivo aqui em baixo, um admirável pedaço de indie-pop barrado com experimentalismo étnico, só pode ter sido uma decisão fácil. Esperam-se altos voos destes deuses flamejantes.



1.11.12