29.12.06

Não lhes falta nada
















Isto já começa a chatear, porra. Mas o que será que põem na comida a esta gente, para haver tanta concentração de talento num espaço com apenas nove milhões de habitantes? Estive a fazer as contas e cheguei á conclusão de que pelo menos 30% da música que ouço é feita por suecos...
Não bastava já terem o país mais civilizado, com a melhor qualidade de vida, com a melhor filosofia de vida, com cidades e paisagens lindíssimas (já para não falar nas mulheres), não, tinha que lhes sair ainda o jackpot da criatividade musical. E isto não parece ter fim à vista, porque basta uma pessoa distrair-se e pimba, lá vem outro...
Este dá pelo nome de Emil Svanangen, tem uma one man band chamada Loney, dear e como muitos dos seus conterrâneos, faz música pop de sonho, melodias habilmente trabalhadas, que se colam ao ouvido o dia todo, parecendo tornar tudo tããão fácil. Se não fosse pelo clima, dava vontade de emigrar.

Do álbum de 2006 intitulado "Sologne" e de outro ("Loney, Noir") que já vem a caminho, ouçam:

Loney, Dear - I Am John
Loney, Dear - Hard Days
Loney, Dear - I Will Call You Lover Again
Loney, Dear - Odd One
Loney, Dear - The City, The Airport
Loney, Dear - A Band
Loney, Dear - Take it Back

(Z)

1 comentário:

Miguel disse...

Fixe! O tal filme sobre os Pixies? Lê mais aqui e se possível saca-o...;-

http://sound--vision.blogspot.com/2006/12/pixies-para-ouver.html